Pular para o conteúdo →

Arquivo por categoria Redação

Nova turma da Oficina de Redação!

Este post é apenas um aviso para quem acompanha o Viver da Escrita apenas pelos posts: abri uma turma nova da Oficina Online de Redação! A oficina é voltada a escritores iniciantes e aborda vários aspectos da criação de narrativas (estrutura, criação de personagens, cenários e afins). É um curso feito por e-mail e chat, com correção dos exercícios e um olhar preciso sobre a sua produção textual. Ah, inscrições antecipadas têm desconto, mas corra que estão acabando! Saiba mais ali na página da Oficina! 😉

Ir para o texto Nova turma da Oficina de Redação!

Comentar

O que é um conto?

Outro dia um amigo estava me perguntando sobre contos. Mais especificamente, se eu tinha alguma dica para escrevê-los, já que um conto não é um romance em miniatura. Um conto é um monstro particular. Vamos complicar ainda mais: na tradição latina, a definição de conto se dá pelo conteúdo: seria a obra literária com um único núcleo e único clímax, ou seja, uma narrativa fechada que não explora conflitos secundários. Certo… Então temos aquela velha dúvida: o conto é um “pedaço” de um romance? E assim entramos no território do “pode ser, não sei, depende.”

Ir para o texto O que é um conto?

Um comentário

O que está em jogo?

Eu posso perder meu emprego. E com a esposa grávida no oitavo mês, meu Deus! O que você faria na minha situação? Recusaria a proposta? É muito fácil dizer “eu jamais faria isso” com os boletos pagos, o pote de ração da cachorra cheio e um carro automático na garagem. Mas e se você estivesse na minha situação?

Ir para o texto O que está em jogo?

Um comentário

O que raios é Markdown?

Sempre achei difícil escrever para a web no Word. Não sei se é a interface cheia de botões, ou se apenas a referência clássica, mas ele sempre me pareceu “sério demais”. Tipo, “escrever de verdade”. É como comprar uma papelaria estilosa. Escrever qualquer rabisco ali parece ofensivo. Aí que sempre achei difícil escrever usar o programa para essas besteiras mais leves. — posts para blogs, newsletter, artigos, e-mails. Então acabei descobrindo esse tal de Markdown, há coisa de cinco ou seis anos. (Se prepara que é hora da nerdice). Markdown é uma linguagem de marcação, assim como o HTML. Ele é um jeito de escrever em texto puro, deixando anotações sobre a formatação. Ih, complicou?

Ir para o texto O que raios é Markdown?

Comentar

Como conseguir freelas de redação

Viver de home-office é o sonho de muita gente, mas para isso você precisa de clientes ou de um cônjuge rico. Aí vem aquela perguntinha básica e tão difícil de responder: como conseguir freelas de redação? Opa, você quer a fórmula mágica? Estamos aqui para isso! (E provavelmente para te desapontar com a resposta). E já que o elefante está aqui, vamos começar com ele: dá para viver da escrita? Sim, eu vivo do que produzo como redator freelancer, mas, ganho menos do que ganhavam quando em agência (mas também tenho menos gastos fixos com combustível, manutenção da moto, e economizo bastante almoçando em casa). Mas principalmente, sem uma rotina estressante, compro bem menos por impulso.

Ir para o texto Como conseguir freelas de redação

Um comentário

Como mestrar RPG me ajuda a fazer orçamentos rápidos

Vocês chegaram a uma sala escura, até a fraca luz de suas tochas parece não penetrar na neblina densa adiante. Uma brisa fria sopra lá de dentro, como se houvesse uma saída ali, dezenas de metros abaixo da terra. De repente, uma risada. Alta, gutural, inumana. Os olhos de fogo se acendem: “Quem ousa invadir os meus domínios? Se buscam os segredos de um orçamento bem feito, joguem 3 dados. Multipliquem o valor por dez. É isso que cobrarão do cliente, nada mais, nada menos!” Muahauhua HUHAUHUA! Ok, parei. Eu já expliquei o meu método para calcular o valor de…

Ir para o texto Como mestrar RPG me ajuda a fazer orçamentos rápidos

Comentar

Como enviar um orçamento de forma profissional

Freelancers geralmente trabalham no seguinte esquema: metade do pagamento antes do job, metade depois, na entrega. “Ah, mas por que tenho que pagar adiantado, não é assim que os outros negócios funcionam.” Acontece que o freelancer tem um alto risco de tomar calote. Acontece muito. E um freelancer raramente tem capital (e vontade, e tempo, e saco) para processar uma empresa. Além disso, precisa usar aquele tempo para trabalhar para os clientes que pagam. Portanto, o risco é dividido entre a empresa e o cliente. Já fiz muito job recebendo na entrega, também já tomei meus calotes. Empresas caloteiras ganham…

Ir para o texto Como enviar um orçamento de forma profissional

Comentar

Quanto tempo demora um texto?

Neste texto vou ensinar a cobrar pelo tempo em que você dorme. Não acredita? Então vamos lá. Ao escrever o post sobre quanto cobrar, fiquei com uma pulga atrás da orelha. Escrevi “calcule quanto tempo você leva para fazer um texto e pronto!”, mas essa conta não é tão simples quanto parece. Corremos o risco de contar o tempo que levamos martelando as teclas, mas um texto leva muito mais tempo do que isso. Como conta de padaria (*entra vinheta: ♪ continhaaa de padariaaaa ♪* )… Ok, chega de vinheta. Minha média é cerca de quatro horas para fazer “um…

Ir para o texto Quanto tempo demora um texto?

2 comentários

Quanto cobrar por um texto?

Finalmente chegamos NA QUESTÃO. Um texto não é um produto, é um serviço. Quanto custa uma ilustração? Um site? Um anúncio? A resposta é sempre DEPENDE. Ai, caramba. Depende? Depende do tamanho do projeto e do cliente. É um jeito bonito de dizer “depende do tamanho da bucha trabalho que vai dar”. É um texto para um cartão de Natal do consultório odontológico ou é o informe do novo posicionamento da Empresa Global XYZ? Ah, mas um texto para empresa grande custa mais caro? Sim, sabe por quê? Porque ele será lido por mais gente. Não que você não cuidará…

Ir para o texto Quanto cobrar por um texto?

4 comentários

Sobre fazendas de conteúdo

Descobri o negócio na faculdade, uma amiga usava para pagar umas cervejas. Não dei bola na época. Anos depois, quando decidi que eu queria muito virar freelancer, reapareceram na minha vida. Inscrevi-me em todas elas. Fui aceito. Olhei as propostas. E nunca entreguei um único texto. Eu chamo de “fazendas de conteúdo”, não sei se existe um nome certo. São sites com ofertas de textos para redatores. Uma lista grande de trabalhos a um clique de distância. Opa, vou pegar esse texto sobre sabonetes de gordura de alce para escrever. Click. Agora tenho dois dias para entregar para o cliente.…

Ir para o texto Sobre fazendas de conteúdo

Comentar