Skip to content →

Tag: dicas de escrita

Sobre a arte de escrever pães

Se tem algo em mim que impressionou minha esposa, foi minha paixão por pão. Consigo cortar qualquer coisa do meu cardápio, até o chocolate. O pãozinho é que não dá. Assim, nada mais natural que me aventurar pelo mundo da panificação artesanal. Mas você não entra assim de uma vez nas drogas. Tudo começou com um vídeo há alguns anos. Depois Michael Pollan dedicou boa parte de um episódio de sua série no Netflix, “Cooked“, para falar sobre pães. Depois, como um sinal divino, uma matéria no Nexo trazia os links para quem quer começar. Ok, hora de enfarinhar as…

Um comentário

6 dicas de escrita de um editor rabugento

Sempre que faço um intensivo de avaliação de contos da Trasgo percebo alguns erros simples que se arrumados fariam bastante diferença na leitura e fluidez do texto. E outros detalhes que me fazem atirar o lápis contra a tela do computador. Hífen não é travessão Existe um motivo para os sinais gráficos existirem. Você não usa & no lugar do travessão. Você não usa @ no lugar de travessão. Então por que raios você acha que pode usar o hífen? – Isso é um hífen, e isso não é um diálogo. — Agora sim estamos falando. Ah, mas que chatice,…

3 comentários

99 Dicas sobre literatura, escrita e publicação!

Juntei os melhores links enviados na Newsletter Viver da Escrita sobre escrita, publicação, enfim, sobre este mundo maluco que é produzir literatura. Divirtam-se! Este mês devo publicar mais algumas listas, focadas em redação publicitária, produtividade e uma sobre diversidade e futurismo. Então fiquem de olho aqui no blog e claro, mandem o link às amigues que escrevem! Fica aí, presente de ano novo! 😉 Quer receber a cada quinzena algumas recomendações sobre vida criativa? É só deixar o seu e-mail aqui! Receba a Newsletter do Viver da Escrita! * indicates required Email * Nome Dicas de escrita Em defesa da…

Um comentário

Como Voltar a Escrever

Escrevi esse texto no fim de 2014 e consegui seguir meus próprios conselhos durante um tempo. Mas a vida passa. A vida muda. É novembro de 2016 e eu estou relendo o que escrevi, tentando aprender com meu eu de uns anos atrás. Vou dar uma chance para o que ele tem a dizer, mais uma vez. Espero que essas palavras sirvam de ajuda para aqueles que querem voltar a escrever, seja em qual ano for. 🙂

2 comentários

5 Coisas que Aprendi Escrevendo e Publicando Lobo de Rua

Lobo de Rua, novela de fantasia urbana que foi também a minha primeira publicação, é o marco zero de uma almejada carreira como escritora profissional. Primeiro clichê do texto, mas verdade universal: aprender é um processo constante. Nele, nossa experiência própria é o que mais conta, mas a absorção da experiência de terceiros também tem grande valor. Por isso, compartilho aqui cinco coisas que aprendi com a minha primeira publicação. Senta que lá vem história!

6 comentários

O que está em jogo?

Eu posso perder meu emprego. E com a esposa grávida no oitavo mês, meu Deus! O que você faria na minha situação? Recusaria a proposta? É muito fácil dizer “eu jamais faria isso” com os boletos pagos, o pote de ração da cachorra cheio e um carro automático na garagem. Mas e se você estivesse na minha situação?

Um comentário

Precisamos falar sobre clichês

A Trasgo não é uma revista de terror ou horror. Mas por algum motivo (talvez porque brasileiros adorem escrever coisas trevosas) eu recebo muitos contos do gênero para avaliar. E como se esse já não fosse o meu gênero menos favorito, é recheado, lotado, abarrotado de clichês. Vamos falar um pouco sobre eles? Primeiro: "por que não usá-los, se há grandes clássicos inspirados nessas estruturas?" Porque é um truque batido para aumentar o drama sem se dar ao trabalho. É como um cara lendo um livro de piadas no próprio stand-up. Nope. Você precisa fazer sua lição de casa e…

5 comentários